IMG_2389.jpg
Fotos: Tribuna de Restinga.
IMG_2370.jpg
IMG_2373.jpg
IMG_2376.jpg
IMG_2377.jpg
IMG_2380.jpg
IMG_2392.jpg
Foi encontrado um pé de maconha em um dos locais das buscas.

Restinga Sêca tem 22 prisões em 45 dias. Operação Opressores prendeu três pessoas no município na manhã desta sexta-feira (20)

Foi realizada na manhã desta sexta-feira (20) a Operação Opressores pela Polícia Civil de Restinga Sêca, que visou o combate ao tráfico de drogas e outros crimes em Restinga Sêca

Foram cumpridos cinco Mandados de Prisão Preventiva e oito Mandados de Busca e Apreensão, todos ligados aos crimes de tráfico de drogas no município.

Em Restinga Sêca foram efetuadas três prisões, um jovem de 24 anos, preso no Centro, um homem, de 32 anos, no Bairro Bela Vista e um terceiro homem foi preso preventivamente no bairro São Luiz. Um suspeito, de 23 anos, se encontra preso no Presídio Estadual de Santiago, onde recebeu o comunicado de um novo mandado de prisão. Também foram apreendidos celulares, drogas e uma balança de precisão.

“Provavelmente teremos uma prisão em flagrante desse terceiro individuo, pois encontramos drogas em uma das casas, não em quantidade muito grande, mas provas que foram constituídas ao longo das investigações, provavelmente nos permitiram fazer a autuação em flagrante desse indivíduo. Com essas prisões eu quero trazer um pouco de calma e tranquilidade para a cidade”, falou a delegada Elizabete Shimomura que coordenou toda ação.

Com estas prisões, em 45 dias a PC já soma 22 pessoas presas que tem o envolvimento com o tráfico de drogas.

“Isso não significa que não haja novas prisões, até porque sabemos que atividade do tráfico é continua, e nós estamos acompanhando”, reitera a delegada.

Um dos fatores que chamou atenção da Polícia Civil para que os crimes de tráfico na cidade  aumentassem foi devido a dois líderes de facções renomadas da grande Porto Alegre possuírem vínculos de parentesco com pessoas de Restinga Sêca.

As investigações da PC tiveram início em 2018 com assassinato de uma mulher em julho de 2018, reveja aqui, e seguiram sucessivamente com o triplo homicídio ocorrido no mesmo ano, veja aqui,  além de outros homicídios ocorridos recentemente. Todos com relação as disputas pelo controle do tráfico de drogas no município.

A operação contou com 25 policiais das delegacias de Restinga Sêca, Agudo, Pinhal Grande, Faxinal do Soturno e Dona Francisca, além da Brigada Militar e cães farejadores do 2º Batalhão de Choque de Santa Maria (2º BPChq). 

IDENTIFIQUE-SE E LEIA A NOTÍCIA COMPLETA!


Já é assinante?

ENTRE AQUI

Não sou assinante

Assinar

Comentários



Ao continuar navegando em nosso site, você concorda com a nossa Política de Privacidade e com os nossos Termos de Serviço