WhatsApp Image 2021-05-03 at 14.40.52.jpeg
A entrada em todas as escolas com medição de temperatura e álcool em gel.Fotos: Tribuna de Restinga
WhatsApp Image 2021-05-03 at 14.40.51.jpeg
Isis umas das primeiras chegar na Francisco Manoel.
WhatsApp Image 2021-05-03 at 14.40.53 (1).jpeg
Salas de aulas respeitando o distanciamento.
WhatsApp Image 2021-05-03 at 14.40.53.jpeg
Na EMEI Gente Inocente os pequenos também sendo recebidos com os protocolos.
WhatsApp Image 2021-05-03 at 14.40.54 (1).jpeg
WhatsApp Image 2021-05-03 at 14.40.54.jpeg
WhatsApp Image 2021-05-03 at 14.41.29.jpeg
Chegada dos alunos com cuidados

Volta as aulas presenciais depois de mais de um ano

Com a bandeira vermelha decretada pelo Governo do Rio Grande do Sul, os alunos tanto da rede municipal quanto estadual de Restinga Sêca puderam retornar à sala de aula depois de 14 meses afastados das escolas.

Nesta segunda-feira (3), o sistema híbrido de ensino começou a ser implantado. Serão parte dos alunos em casa e outra parte nas salas de aulas com revezamento semanal. Mas haverá o ensino remoto para os pais que decidirem deixar seus filhos em casa. Nessa modalidade os alunos da rede municipal podem usar a Plataforma Educar web, onde os professores atendem via online. E os alunos da rede estadual ficam com as aulas via videoconferência.

“Muitos pais que confirmaram a presença dos filhos na data de hoje não compareceram. E eles tem até amanhã para reverter, conforme normativa expedida pela Secretaria de Educação. Até o momento quem optar pelo presencial e quiser trocar poderá efetuar, e quem estiver remotamente também pode efetuar esta troca e retornar as salas de aula. Essa semana ainda será de coleta dessas informações para a SEC”, informou a Secretária de Educação, Silvia Mohr, em entrevista ao Tribuna de Restinga e ao Programa Panorama Geral na manhã de hoje, que você pode conferir no fim do texto.

Todas as equipes escolares das escolas, estão seguindo o Plano de Contingência para Prevenção, Monitoramento e Controle de Transmissão do Covid-19 no ambiente escolar.

O Centro de Operação de Emergência Municipal estava presente para apoio para equipes diretivas e para verificar se os protocolos estavam sendo seguidos.

A movimentação foi considerada de média a baixa pelos diretores em que o Tribuna de Restinga esteve na manhã de hoje.

“O pedido de vir para escola foi dela” disse a mãe de uma aluna

A reportagem do Tribuna de Restinga acompanhou a movimentação na manhã de hoje na chegada dos alunos as escolas.

“Foi ela que pediu, disse que sentia falta e queria falar com os coleguinhas. Em casa ela estava chateada”, disse Rita de Souza Wegner, 34 anos, mãe da Isis Wegner, oito anos, a primeira aluna do segundo ano na Escola Estadual de Ensino Fundamental Francisco Manuel a chegar sendo recebida com a medição da temperatura e passando o álcool em gel nas mãos.

Mais informações sobre como seão as atividas na Escola Francisco Manoel podem ser vistas aqui

Confira na integra a entrevista com a Secretária de Educação de Restinga Sêca na manhã desta segunda-feira (3).

Comentários



Ao continuar navegando em nosso site, você concorda com a nossa Política de Privacidade e com os nossos Termos de Serviço