DSC_3653.jpg
Uma multidão seguiu a imagem pelo trajeto.
72066373_2579787352084706_217900625982128128_n.jpg
Procissão ao longo da ERS-149
DSC_3620.jpg
Saída da igreja Matriz.
DSC_3632.jpg
Grupos se juntavam a multidão de fieis.
DSC_3640.jpg
DSC_3728.jpg
Pontos de Hidratação ao longo do caminho por conta do forte calor.
DSC_3738.jpg
Pessoas carregando a imagem.
DSC_3740.jpg
DSC_3746.jpg
DSC_3748.jpg
DSC_3784.jpg
Chegada em Aparecida.
DSC_3809.jpg
Igreja lotada para pedir benção e agradecer as graças alcançadas.
DSC_3813.jpg
DSC_3817.jpg
DSC_3826.jpg
Benção.
DSC_3832.jpg
Missa Campal com as imagens apostas.
DSC_3836.jpg
Cruz carregada por vários fieis, assim como a imagem.
DSC_3844.jpg
Teresa Garcia foi quem iniciou a procissão.

Procissão de N.S. Aparecida foi marcada pelo calor intenso, fé, devoção, pedidos e agradecimentos

Com a fé, a devoção, fazendo os pedidos silenciosamente e principalmente os agradecimentos pelas graças alcançadas a Nossa Senhora Aparecida que milhares de fieis fizeram, mesmo com o forte calor, a Procissão a Nossa Senhora Aparecida em Restinga Sêca. A marcha solene iniciou, às 7h15, em frente à Igreja Matriz Sagrado Coração de Jesus, próxima a Praça Domingos Mostardeiro. Ao longo do percurso grupos de fiéis se juntavam à multidão rumo à localidade de Aparecida.

“É meu quarto ano. Venho pela minha fé e sempre rezo por mim, mas também mais pelos outros, que nesse mundo de hoje sempre é bom.”, disse o senhor Rodrigo Júnior Carvalho Nunes.

Na procissão é comum ver fieis descalços para agradecer a N.S. Aparecida por alguma graça alcançada.  “São 19 anos que compareço e sempre de pé descalço. A Nossa Senhora já me deu muitas graças. Enquanto puder vou caminhando na procissão, enquanto me der forças vou indo, quando não der mais ai vou de automóvel.”, relata Dinora Oliveira Garcia.

O término do trajeto, que passou pela Av. Júlio de Castilhos e ERS-149, foi na Localidade de Aparecida, onde ocorreu a missa campal às 10h, almoço e festividades. “Hoje, domingo (13), em especial, estamos comemorando a 30° Romaria, que há 30 anos, a dona Tereza iniciou pagando uma promessa dela, e até hoje esta tendo essa sequencia. Hoje comemoramos 63° Festa e 72 anos da imagem de Nossa Senhora Aparecida.”, destaca Elio Knierin presidente da Comunidade de Aparecida.

A senhora Teresa Garcia foi quem iniciou a procissão e hoje ela agradece pela continuidade. “Hoje me sinto feliz. Comecei com cinco pessoas e hoje me sinto contente e ver todo esse povo. A pessoa tem que ter fé, sem fé não faz nada, sem isso não tem como. Eu venho no caminhão, mas eu venho rezando, cantando e pedindo e agradecendo as graças que ela me alcançou. Que se um dia eu for que nunca deixe morrer essa romaria.”, diz.

 

IDENTIFIQUE-SE E LEIA A NOTÍCIA COMPLETA!


Já é assinante?

ENTRE AQUI

Não sou assinante

Assinar

Comentários