Equipe que trabalhou no local%2c junto do prefeito Paulinho Salerno%2c secretário de Agricultura%2c Pec.e MA%2c Claudio Roberto e o sec. de Admin. João Irajá.JPG

Reativação do horto e programa de inseminação são novidades da Secretaria de Agricultura

O Secretário de Agricultura de Restinga Sêca, Cláudio Roberto Possebom, fez uma avaliação dos primeiros 10 meses à frente da pasta. Em entrevista ao Jornal Tribuna e à Rádio Líder, no programa Panorama Geral, de Ivo Curcino, ele falou em geral de todas as atividades realizadas na secretaria a fim de fomentar o crescimento da agricultura no município e ajudar na qualidade de vidas dos produtores restinguenses. Além de redes de água instaladas em comunidades do interior, controle e orientação de podas, controle ambiental e fiscalização veterinária, eles destacou duas ações. Uma delas é a reativação do horto municipal. A outra, um programa de inseminação artificial para gado de corte e leiteiro.

O horto municipal, que fica na parte alta da cidade, próximo à Escola Municipal Francisco Giuliani, estava desativado. Agora, a produção no local serve para abastecer entidades beneficentes com verduras e legumes.

“O nosso horto é a nossa menina dos olhos. Ele ficou um bom tempo sem produzir. Conseguimos plantar de novo, hoje estamos distribuindo para creches, APAE, hospital, Casa do Idoso. Como plantamos bastante e fez aqueles dias quentes, as coisas se aprontaram muito rápido. Foram dois mil pés de alface, beterraba, couve-flor, brócolis. Hoje o horto está produzindo para essas entidades. Também foi feita uma parceria com o Cras, que está lá, levando crianças para aprenderem, saberem como se planta verduras. Falamos com a Antonina (Cavalheiro, secretária de Educação), para doarmos um canteiro do horto para cada escola, para eles irem lá, plantarem e colherem o seu próprio alimento”, explica Possebom.

O outro destaque do secretário é um programa de inseminação artificial através de um convênio com o governo do estado. Os produtores de gado, tanto de corte como de leite, podem aumentar seu rebanho praticamente de graça. A prefeitura fornece o sêmen e possuí nove inseminadores.

“Esse programa ficou um tempo parado pela burocracia. Agora estamos voltando com tudo. Renovamos o convênio há umas quatro semanas e já fizemos umas sete inseminações. O produtor paga o quilômetro rodado de deslocamento e a mão de obra. São animais de alta qualidade genética e baixo custo para o produtor”, explica a diretora agropecuária Emanuelle Vargas Alves.

As raças de corte são Braford, Red Angus, Hereford e Angus. Já as leiteiras são da raça Holandesa, Gersey, Pardo Suíço e Gir Leiteiro. As centrais de inseminação atendem todo o município.

Além disso, o secretário diz que um projeto de lei foi enviado à Câmara de Vereadores para que a área do Distrito Industrial, na Vila Pelizáro, que atualmente não está sendo usada, possa servir para uma plantação de vassouras.

“Vamos usar o Distrito Industrial para a plantação de vassouras. Pode ser que futuramente tenhamos uma fábrica de vassouras, que geraria uns 50 empregos. Por enquanto não temos nenhuma indústria lá e está criando muito mato. Com esse pessoal lá, vai haver produção e vão manter limpo”, destaca.

Comentários



Ao continuar navegando em nosso site, você concorda com a nossa Política de Privacidade e com os nossos Termos de Serviço