ctgw.jpg
ctgg.jpg

Câmara realiza sessão descentralizada na Vila Jacuí

Como de costume nos últimos anos, a partir da inclusão das sessões descentralizadas no regimento interno da Câmara de Vereadores de Restinga Sêca, nesta segunda (27), os parlamentares restinguenses deixaram a sede do Poder Legislativo para realizar sessão descentralizada na localidade de Jacuí.

Os vereadores aprovaram o projeto que transformou a comunidade quilombola de Rincão dos Martilianos em uma Zona Especial de Interesse Social (ZEIS). Desta forma, a comunidade terá acesso à água potável e direito a tarifa social pela Corsan. Também está previsto a disponibilização de tratamento odontológico devido ao excesso de flúor que há na água não tratada que os moradores do Rincão dos Martilianos consumiam.

Outra proposta que deu entrada na Casa foi o de alteração na cláusula de outro projeto que diz respeito a incentivos fiscais de uma empresa que irá se instalar no Recanto do Maestro. Especificamente, sugerindo a retirada da exigência inicial de que 60% da mão-de-obra da empresa fosse local (de Restinga Sêca). O debate ficou acirrado entre vereadores da oposição e os da situação (que apoiam o prefeito).

“Se havia uma condição, essa condição deveria ser cumprida. Eu me preocupo muito com a mão-de-obra de Restinga Sêca. Eu vejo o pessoal reclamando que tem dificuldade de serviço. Deveríamos qualificar a mão-de-obra local para atender a essa demanda.”, salienta o vereador Elton Almeida (PSDB).

“A informação que temos hoje é que os funcionários contratados correspondem aos 60% previstos primeiramente. Na quarta-feira iremos visitar as obras, trocar ideias com os diretores da empresa e verificar as reais necessidades deles. Nós queremos o máximo de transparência possível. A gente sabe da importância desse projeto para o município de Restinga Sêca”, lembra o vereador Tiago Cantarelli (MDB).

A próxima sessão será no plenário da Câmara de Vereadores Municipal, no dia 03/09.

Comentários