A ESTRATÉGIA DO INIMIGO

 

        Você sabe qual é a estratégia do inimigo de Deus contra a Igreja do Senhor Jesus Cristo? Sabemos que o desejo de Deus é trabalhar Cristo para dentro de um povo e mesclar ou fundir Cristo a este povo para dele fazer um corpo vivo para o próprio Cristo. Esta é a intenção e o propósito divino. Após a ressurreição e ascensão de Jesus, Deus começou este trabalho para que em todas as comunidades onde os seres humanos vivem, possa haver uma expressão viva de Cristo. Este é o eterno propósito divino e será realidade nesta terra e nesta época, porque os planos de Deus são infalíveis.

Depois que o Criador iniciou o Seu projeto, o inimigo, satanás, interveio para atrapalhar e prejudicar os Seus planos. A Igreja tem hoje uma história de aproximadamente dois mil anos e em todos estes anos satanás tem sido extremamente ativo. Analisando a história vemos que o diabo se preocupou em produzir muitos substitutos para Cristo. A intenção de Deus é trabalhar Cristo para dentro do Seu povo escolhido, Ele deseja de que Cristo seja o centro, a realidade, a vida e o tudo de todos os homens. Mas, o inimigo criou muitos substitutos sutis, muitas imitações inteligentes para Cristo.

         O livro de Colossenses foi escrito porque naquela época, entre os cristãos de Colosso, a filosofia humana havia sido introduzida como um substituto para Cristo. A filosofia é o que há de melhor na civilização e cultura humana, e o inimigo utilizou-a para desviar os cristãos de Cristo. Por isso, Paulo escreveu aos colossenses dizendo-lhes que Cristo é a porção dos cristãos, e que Cristo precisa ser tudo em todos (leia Colossenses 2:8-12).

Se você estudar e procurar o motivo da carta aos Hebreus concluirá que satanás estava utilizando a própria lei dada a Moisés no Monte Sinai para tomar o lugar de Cristo. A religião judaica era de Deus e fora estabelecida por Deus. Mas, a intenção de Deus não é trabalhar a religião judaica para dentro do Seu povo. A lei dada a Moisés no Sinai era apenas um recipiente, que tinha Cristo como precioso conteúdo. O que ocorreu foi que o povo judeu se agarrou ao recipiente e desprezou o conteúdo, o qual é Cristo. O sutil inimigo os levou a apreciar mais a lei do que Cristo. Devemos lembrar que Cristo é o centro, o objetivo, o conteúdo de todas as coisas. A religião, a estrutura humana, o sistema humano não salvam e nem transformam ninguém. Apenas o Cristo Ressurreto salva, pois Ele vive no homem!

Veja o que está escrito em Colossenses 1:16-19: “pois, Nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio Dele e para Ele. Ele é antes de todas as coisas. Nele, tudo subsiste. Ele é a cabeça do corpo, da igreja. Ele é o princípio, o primogênito de entre os mortos, para em todas as coisas ter a primazia, porque aprouve a Deus que, Nele, residisse toda a plenitude”.

Igreja do Senhor Jesus Cristo  em Restinga Seca
Rua Francisco Giuliani 1021 - Fone 9-9610-0333 
acesse: www.tvmenorah.com.br

 

Comentários