merenda.jpg

Sancionada lei de Zanchin que garante merenda escolar especial

O governador em exercício, José Paulo Cairoli, sancionou a lei de autoria do deputado estadual Vilmar Zanchin (PMDB) que garante o fornecimento de alimentação especial na merenda escolar, em todos os colégios da rede estadual, para alunos com restrições alimentares. A proposta havia sido aprovada pela Assembleia Legislativa em agosto.

O texto observa que a alimentação especial refere-se às doenças crônicas como diabetes, hipertensão, obesidade mórbida, doença celíaca, fenilcetonúria e intolerância à lactose e devem ser prescritas por meio de receituário médico e supervisionada por nutricionistas. 

“A alimentação adequada é fundamental para a saúde, o bem estar e a qualidade de vida. Também estimula a prevenção de doenças e favorece a inclusão dos jovens, facilitando o aprendizado”, destaca Zanchin, líder da Bancada do PMDB na Assembleia.

O deputado cita o diabetes, a obesidade e a intolerância à lactose como exemplos de doença que exigem alimentação especial.  Hoje, segundo a Secretaria de Educação, só 37 alunos recebem merenda específica, o que representa somente 0,04% dos cerca de 950 mil da rede estadual. No Paraná, a proporção chega a 0,4%. Em Santa Catarina, 0,9%.

“Há, no entanto, indícios de que a demanda gaúcha seja maior. Um exemplo é o diabetes. O Instituto da Criança com Diabetes estima que haja 9 mil jovens com a doença no Estado e que, por ano, surjam 312 novos casos”, ressalta.

Zanchin diz esperar que a lei também ajude na conscientização, principalmente das famílias, para garantir melhores condições de saúde para as crianças e adolescentes.

“Se o seu filho sofre contratempos ao ingerir certos alimentos ou tem algum problema de saúde, consulte o médico. Garanta o direito à merenda ideal para aumentar o bem-estar. Educação de qualidade também exige alimentação de qualidade. Precisamos dar força, carinho e saúde para o bem das futuras gerações”, afirma.

Comentários