A Deus ninguém engana

!É lamentável que hoje vemos tantas cenas deploráveis oriundas de lares disfuncionais! Um destes fatos é o de que certo filho saiu da casa de seus pais para “viver a vida”. Algum tempo depois, ele enviou ao seu pai, um e-mail, onde estava escrito: “mande-me algum dinheiro”. Furioso, o pai mostrou o e-mail à sua esposa e disse: “veja só, esse menino teve a petulância de me pedir dinheiro!”. Ele leu a frase em tom de voz autoritário e arrogante: “mande-me algum dinheiro!!!”. O pai ainda murmurava: “ele toma uma atitude independente e agora pede minha ajuda!?”. A esposa pediu para ler o e-mail e sorriu. Ela disse ao seu marido que não era exatamente como ele falara que estava escrito. Ela disse: “o nosso filho escreveu: “mande-me algum dinheiro”, mas ela leu a frase em tom de voz manso, suplicante e humilde. Então, o pai, quase chorando, disse: “Ah, se foi assim que ele escreveu, então eu mandarei o dinheiro”.

Podemos aplicar isso em nossa vida de oração. Quando nos aproximamos de Deus, nosso coração precisa ser sincero.  Nosso Deus conhece exatamente as nossas intenções e motivações. Ele não aceita que Lhe apresentemos orações aparentemente humildes, e que na verdade são meros disfarces de corações orgulhosos. Ele não aceita que realizemos feitos que parecem ser para a glória do Senhor, mas que na verdade visam a nossa própria glória.

Talvez, estejamos agindo de modo inverso ao descrito no relato acima. Nosso tom de voz é aparentemente humilde e suplicante, mas nosso coração é orgulhoso e arrogante. Deus conhece a cada um de nós! Dele nada pode ser ocultado! Talvez consigamos enganar aos homens com nossos pedidos em voz baixa e olhos fitos no chão, mas nosso Pai Celestial não se deixa enganar! Salmos 139:1-4 e Gálatas 6:7 dizem: “Senhor, tu me sondas e me conheces. Sabes quando me assento e quando me levanto; de longe penetras os meus pensamentos. Esquadrinhas o meu andar e o meu deitar e conheces todos os meus caminhos. Ainda a palavra não me chegou à língua, e tu, Senhor, já a conheces toda. Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará”.

Portanto, precisamos nos humilhar diante de Deus, pedindo-Lhe que constantemente purifique as nossas intenções para que a nossa oração seja pura e aceitável diante Dele. Em Tiago 4:9 está escrito: “Humilhai-vos na presença do Senhor, e ele vos exaltará”.

Igreja do Senhor Jesus Cristo  em Restinga Seca
Rua Francisco Giuliani 1021 - Fone 9-9610-0333 
acesse: www.tvmenorah.com.br

Comentários